24/05/2019

Tribunais de Contas: Leia se o seu objetivo é se tornar um auditor de controle externo

Coordenação



Apontar um foco é a primeira decisão para alcançar a tão sonhada aprovação em concurso público. Antes de elaborar o planejamento de estudos, definir o ritmo ou fazer o ciclo das disciplinas é importante pensar qual a área ideal para você. Nada de sair atirando para todos os lados.

Determinar um objetivo não é apenas querer entrar no serviço público, é valorar um direcionamento para sua carreira e atuar no que você realmente gosta de fazer. Ciente disso, quer conhecer uma área que pode te interessar? Você está no lugar certo. Se a pergunta não se aplica a você, também está no lugar certo.

Nós enveredamos pela área de Controle da Administração Pública, os Tribunais de Contas, e vamos te mostrar especificidade por especificidade da atuação, do que as bancas cobram nas provas, o que fazem esses auditores dos tribunais de contas espalhados por todo o Brasil. Mais do que isso, você vai encontrar orientação para a sua jornada até o dia da prova.


Das vagas: são esperadas por todo o território nacional


Atrativa, a área de controle externo possibilita um cenário favorável para candidatos interessados, devido aos órgãos, nos três níveis de governo, apresentarem prazos para realização de novos certames expirados. 

A primeira expectativa é de que, em 4 meses, seja realizada a prova para provimento de 40 vagas para o cargo de Analista de Controle do Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE RJ). O regulamento do certame foi aprovado na última quarta-feira (22) com salários que podem chegar até R$11,6 mil.  

Para que almeja o posto de Auditor do Tribunal de Contas da União (TCU), o órgão sinalizou um grande déficit de servidores. O pontapé foi dado mediante a sanção da Lei Orçamentária Anual no começo do ano e há disponibilidade de 20 vagas no quadro do órgão, que não realiza um processo seletivo desde o ano de 2015.  

Chefiando a esfera dos Estados, o igualmente cobiçado Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) e, ao menos, 20 TCEs (Tribunais de Contas dos Estados) distribuídos em toda federação estão com certames anteriores em iminência de expirar o prazo de validade. 


Os TCMs, que auxiliam a fiscalização municipal, no Rio de Janeiro, São Paulo e Goiás possuem mais de 30 oportunidades, somados, divididas entre os cargos de auditor, técnico e assistentes aguardando autorização para concurso. Os certames estão em preparação com remunerações que podem chegar até 25 mil. As últimas provas em São Paulo e no Rio foram organizadas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV) e, em Goiás, pela Fundação Carlos Chagas (FCC).

Além disso, há o tribunal que regula os municípios do estado do Pará. Esse não realiza concurso desde 2014, tanto nos níveis técnicos e superiores quanto para assistentes. Já o que cobre os municípios da Bahia possui previsão de vencimento em 2020. 

Curso completo para o Tribunal de Contas da União (TCU)


Sistema de Controle Externo: Desbravando o organograma


Um tribunal de contas opera como o organismo técnico de controle parlamentar que visa garantir a aplicação eficiente do dinheiro público, zelando pela boa e regular aplicação desses recursos. Nele, o auditor, técnico ou assistente – as nomenclaturas variam de acordo com os estados - são agentes que carregam a missão de executar as atividades atribuídas ao órgão.

No Brasil, a estrutura dos tribunais é espelhada no TCU, o auxiliar fiscalizador da legislatura, responsável pela expiação das contas do governo federal. De auditoria estaduais, os TCEs dos 26 estados brasileiros e TCDF no Distrito Federal.

Aos Tribunais de Contas Municipais (TCMs), uma curiosa forma de organização. Existem cinco. Sim. Cinco tribunais. Bahia, Pará e Goiás, que controlam as contas de todos as cidades do Estado, sendo órgãos estaduais.

Já em São Paulo e no Rio de Janeiro, os respectivos TCMs regulam apenas as capitais, outras cidades são responsabilidade do TCE RJ. Para os demais estados, o controle das cidades fica a cargo dos tribunais estaduais.

Aqui tem curso básico para área de controle


Entenda com quem atua


Contudo, vale destacar que você pode conhecer e entender melhor como funcionam os Tribunais através da ótica de quem entende de Contas. Mais dos que isso, o Portal Silvio Sande assume os conteúdos direcionados para as competências dos cargos, banca organizadora, conteúdo espelhando as provas dos Tribunais de Contas.

Munidos de um time de profissionais que atuam na área e um esquadrão de professores gabaritados nos certames mais desejados que você conheceu na área financeira.  


Semana de conteúdo preparatório para os tribunais


Portanto, detalhes como cargos, remunerações, lotação, bem como o dia a dia de um Auditor de Contas você vai ficar sabendo durante a Mesa Redonda com os professores Silvio Sande, Vinícius Nascimento, Luiz Santiago, Cyonil Borges, Pamela Engel (Auditora do TCE BA) e Marcelo Aragão (Auditor do TCU), logo na segunda-feira (27), às 19h.

E, durante a semana, O Portal brindará vocês com conteúdos introdutórios em importantes disciplinas dos mais exigentes certames ingressos nas Cortes de Contas, com a seguinte programação:

No dia seguinte, terça-feira (28), às 19h, conteúdo inédito de Controle Externo da Constituição elaborado pelo professor Marcelo Aragão.

Quarta (29), às 19h, tem Princípios Orçamentários, mais conhecido como AFO, de Vinícius Nascimento, disciplina que representa um vetor para quem pretende gabaritar as provas dos diversos tribunais em iminência.

Na quinta-feira (30), às 19h, o professor Silvio Sande vai te entregar os segredos da Contabilidade direcionada aos Tribunais.

Sextando (31) aqui com a gente, às 19h, o professor Cyonil Borges vai promover uma aula sobre Licitações e Contratos.

Claro, que você vai acompanhar tudo isso, ao vivo, através do nosso canal do YouTube, gratuitamente. Aproveita se inscreve e ativa o sininho para receber sempre notificações.

Tem conteúdo também em todas as nossas redes sociais. Segue lá!

Mais:

Curso completo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF)

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO