16/09/2019

TCDF: Em movimentações internas edital do concurso se aproxima

Coordenação


Movimentações para o concurso do TCDF

A comissão organizadora para o cargo de Conselheiro-Substituto, vaga prevista no próximo concurso do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), foi estabelecida. Três membros fazem parte da formação, constituindo última movimentação a caminho da aguardada publicação do edital para o certame, o texto foi oficializado no dia 11 de setembro.

Essas movimentações de documentos indicam que o órgão trabalha internamente para que o edital do TCDF seja publicado com celeridade, ainda neste ano. Dos procedimentos como definição da banca organizadora,  o Instituto CESPE/Cebraspe,  a oferta de 12 vagas imediatas para Procurador do Ministério Público de Contas (1), Auditor de Controle Externo (10) e Conselheiro Substituto (1). Os próximos passos seguem com a finalização do cronograma do concurso, dispensa de licitação da banca organizadora e assinatura do contrato.

Requisitos e Remunerações

Para os candidatos ao cargo de Auditor do TCDF, a exigência é formação superior em qualquer área, na vaga de Conselheiro Substituto os interessados devem possuir graduação em Contabilidade, Direito, Economia ou Administração e para o cargo de Procurador ser bacharel em Direito.

Já o conteúdo da prova objetiva, serão necessárias habilidades em Língua portuguesa, raciocínio lógico, controle da administração pública, lei orgânica do distrito federal, direito constitucional, direito administrativo, civil, processual civil e penal. Em conhecimentos específicos: auditoria governamental, administração financeira e orçamentária, contabilidade pública, administração pública, economia, fiscalização de obras civis, rodoviárias e hídricas, fiscalização de contratos de tecnologia da informação. Como também serão avaliadas em provas discursivas.

Sobre remunerações, o órgão sofre mudanças que visam ampliação do escalonamento de classes e padrões de vencimentos dos cargos de Auditor de Controle Externo e, Analista da Administração Pública. Portanto, a remuneração inicial passará de R$ 18,9 mil para R$ 16,6 mil, os vencimentos finais serão mantidos. Aos Procuradores aprovados na seletiva, os ganhos iniciais serão R$ 27,4 mil.

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO