16/12/2019

RESUMO 4 DE ECONOMIA E FINANÇAS PÚBLICAS

Manuel Pinon

EQUILÍBRIO MACROECONÔMICO

 

Existe uma relação inversa entre demanda por moeda para especulação e taxa de juros.

 

Existe uma fórmula que representa a função do consumo que é a seguinte:

 

C = CO + Cyd

 

Traduzindo:

 

Cons total = Cons Autônomo + Cons. Em função da renda disponível

 

O multiplicador keynesiano (k) costuma ser expresso genericamente como:

 

 

Mas atenção! O multiplicador keynesiano (m) também é expresso pela letra “m” e pode ser representado por meio da seguinte fórmula:

 

m = 1/ (1-C)

 

C = Propensão marginal a consumir (aquela parte da renda que é destinada ao consumo).

O modelo IS-LM trata do equilíbrio do produto, incorporando os movimentos do mercado monetário. Assim, são considerados os impactos causados pela variação da taxa de juros na economia.

 

O pressuposto básico do modelo IS-LM é existência de dois mercados distintos:

 

1) O mercado de bens e serviços (lado real da economia) no qual o equilíbrio entre oferta e demanda agregada ocorre a partir da igualdade entre o investimento planejado (I) pelas empresas e a poupança planejada pelas famílias (s), ou seja:

 

Ip = Sp

 

Obs: Ip = Investimento planejado pelas empresas

        Sp = Poupança planejada pelas famílias

 

O “S” para poupança vem do inglês “Saving”.

 

2) O mercado de moeda, também chamado de mercado monetário, onde o equilíbrio se dá pela igualdade entre a demanda (M) e a oferta (L) de moeda, ou seja:

 

M = L

 

No modelo IS-LM o Investimento é sensível à taxa de juros

No modelo IS-LM temos então que: 

I = Ia – h.i

 

 

A Armadilha da Liquidez é um processo identificado por Keynes, quando a economia está em situação depressiva, na qual o aumento da oferta de moeda não tem por consequência a queda da taxa de juros de mercado, mas sim provoca o incremento na retenção de saldos monetários ociosos e/ou reservas bancárias. Trata-se de uma situação bem atípica.

 

Também pode ser cobrado em sua prova o chamado efeito expulsão, também chamado de “crowding out”!

 

O chamado efeito expulsão ocorre quando as políticas fiscais podem não influenciar tão fortemente como esperado. Vejam que nesta situação, um aumento nos gastos do governo causa um aumento da taxa de juros e um aumento na taxa de juros causa uma redução no investimento (reduzindo a demanda agregada).

 

Essa redução na demanda causada por um aumento da taxa de juros é chamada de Efeito expulsão. Esse efeito tende a diminuir os efeitos positivos de um aumento dos gastos governamentais.

 

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO

veja também