21/09/2018

RESUMO 2 DE CONTABILIDADE DE CUSTOS

Manuel Pinon

Sistemas de custeio

Um Sistema de Custeio na verdade consiste apenas em um critério pelo qual os custos são apropriados à produção.

Na realidade prática, e também para fins de provas de concursos públicos, a definição do sistema de custeio pode ter grande influência nos custos de uma empresa, pois de acordo com o sistema adotado, determinados custos podem ou não fazer parte dos custos de produção.

Assim, a decisão de escolha de qual sistema de custos utilizar vai influenciar os valores dos custos de produção e, consequentemente, dos estoques e do resultado de uma empresa.

Para fins de provas de concursos precisamos saber os efeitos nas contas patrimoniais e de resultado que a adoção do sistema de custeio escolhido nos traz.

No sistema de custeio por absorção são apropriados à produção todos os custos, sejam eles fixos ou variáveis, sejam eles diretos ou indiretos!

Guarde essa ideia: todos os custos são absorvidos! Ocorre a absorção de todos os custos, inclusive dos custos fixos!

Desse modo, todos os custos fixos e variáveis integram os custos de produção, e, em consequência, os estoques, sendo “lançados” ao resultado do exercício apenas quando da venda dos respectivos produtos.

Atenção aqui: Observem que coloquei em destaque a observação de que todos os custos fixos integram os custos de produção. Esse na verdade é o fator que o diferenciará do sistema de Custeio Variável, em que somente os custos variáveis integram os custos de produção.

 

No Custeio Variável, como o próprio nome sugere, apenas são apropriados aos produtos os custos variáveis!

 

Guarde o seguinte: no custeio variável, os custos fixos são tratados como se fossem despesas!

Mais uma observação importante: apesar do custeio variável também ser conhecido como “Sistema de Custeio Direto”, pelo fato de a maioria dos custos variáveis serem também diretos, ou seja, não necessitam de rateio para sua apropriação, existem custos indiretos variáveis que também são apropriados no custeio variável. Como exemplo temos os materiais indiretos e a mão-de-obra indireta.

 

Guarde isso: para fins fiscais e de atendimento aos Princípios Contábeis o custeio permitido é o custeio por absorção!

 

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO

veja também