15/03/2018

Recursos Provas de Controle Interno e Auditoria CAGE RS

Marcelo Aragão

ORIENTAÇÕES DE RECURSO

CONCURSO DE AUDITOR DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

BANCA EXAMINADORA: CEBRASPE/UnB

PROVAS DE CONTROLE INTERNO E DE AUDITORIA (BLOCO I)

PROF. MARCELO ARAGÃO

 

QUESTÃO 14 - Entre as quatro categorias de objetivos organizacionais estabelecidas pelo COSO inclui-se a categoria dos objetivos operacionais, cujo propósito é

A) assegurar o cumprimento das leis e dos regulamentos.

B) utilizar de forma eficaz e eficiente os recursos.

C) viabilizar o atingimento de metas no nível mais elevado, alinhando-se e fornecendo apoio à missão.

D) evitar perda de ativos ou recursos da organização.

E) atestar a confiabilidade dos relatórios.

 

SUGESTÃO DE RECURSO: A questão deve ser anulada, pois comporta duas alternativas que satisfazem o enunciado da questão: as letras B e D.

Como o enunciado aborda as quatro categorias de objetivos que são: estratégicos, operacionais, comunicação e conformidade, evitar perda de ativos ou recursos da organização, por serem objetivos essencialmente de natureza operacional, também podem ser classificados na categoria “operações”. Em que pese o estudo do COSO estabelecer que algumas organizações utilizam outra categoria de objetivos, “a salvaguarda de recursos”, que também é denominada “salvaguarda de ativos”, que têm como meta evitar a perda de ativos ou recursos da organização, o enunciado somente fala das quatro categorias principais. Veja que a atualização do estudo do COSO acerca de controle interno feita em 2013, portanto, bem mais atual, também dispõe sobre a categoria de objetivos “operacionais” da seguinte forma:

Operacional – Esses objetivos relacionam-se à eficácia e à eficiência das operações da entidade, inclusive as metas de desempenho financeiro e operacional e a salvaguarda de perdas de ativos. (grifo nosso) Sumário Executivo do Controle Interno - Estrutura Integrada, pág. 6.

Pelo exposto, evitar perda de ativos ou recursos da organização (letra D) também pode ser considerado um propósito da categoria de objetivos operacionais. 

____________________________________________________________________

 

QUESTÃO 30 - As evidências de auditoria possuem diferentes níveis de persuasão quanto à validação das informações. Nesse sentido, no que se refere à fonte, o documento que fornece maior segurança e confiabilidade é

A a planilha de recálculo efetuado pelo auditor.

B o relatório de observação física do auditor.

C o relatório de controle interno.

D a nota fiscal eletrônica de fornecedor.

E o extrato bancário fornecido pela empresa auditada.

 

SUGESTÃO DE RECURSO: O gabarito preliminar aponta, entre as alternativas da questão, a nota fiscal eletrônica de fornecedor como o documento que fornece maior segurança e confiabilidade. Contudo, o relatório de observação física do auditor fornece maior grau de segurança e confiabilidade por constituir uma evidência direta e física, sendo o tipo de evidência mais confiável. Maria da Glória Arraes Peter e Marcus Vinicius Machado, em Manual de Auditoria Governamental (2ª edição, Atlas, p. 205) apresentam a classificação das evidências quanto à fonte e ensinam que o conhecimento profissional direto, normalmente derivado do exame físico e da observação, é a evidência mais confiável, desde que o auditor possa minimizar o risco de erros de observação. Pede-se a alteração do gabarito para a letra B.

____________________________________________________________________

 

QUESTÃO 34 - No relatório de auditoria, o parágrafo de ênfase deve ser incluído quando o auditor

A identificar limitação do escopo na fase de execução ou planejamento da auditoria.

B emitir opinião adversa ou abstiver-se de emitir opinião em função das evidências.

C considerar necessário complementar as informações da nota explicativa.

D identificar distorção relevante e generalizada nas demonstrações financeiras.

E estiver satisfeito com seu trabalho e não identificar qualquer limitação a ele.

 

SUGESTÃO DE RECURSO: O gabarito preliminar aponta a letra E como a alternativa correta, contudo ela também está incorreta, devendo ser objeto de anulação.

Um parágrafo de ênfase está atrelado exclusivamente à necessidade de o auditor chamar a atenção do usuário para algo que está devidamente divulgado nas demonstrações financeiras, como incertezas, transações relevantes com partes relacionadas, alguns eventos subsequentes etc, em conformidade com a Resolução CFC 1.233/09 (NBC TA 706).

Claudio Gonçalo Longo, no livro Manual de Auditoria e Revisão de Demonstrações Financeiras, (2ª ed., Atlas, p. 348), quando diz que o auditor ao decidir incluir um parágrafo de ênfase deve estar plenamente satisfeito de que não houve qualquer limitação ao seu trabalho e que não identificou distorção relevante o faz apenas para deixar claro que a ênfase não significa uma ressalva por ausência de evidência ou existência de distorção. O enunciado diz que o parágrafo de ênfase “deve” ser incluído quando o auditor estiver satisfeito com seu trabalho e não identificar qualquer limitação a ele. Essa relação – ênfase atrelada à ausência de limitação - está errada, pois pode não ter havido limitação (ausência de evidência) e o auditor julgar não ser necessário enfatizar alguma informação divulgada nas demonstrações. Por outro lado, pode ter havido uma limitação no trabalho, que deverá ser objeto de ressalva na seção base para a opinião do relatório do auditor e o relatório ainda assim conter ênfase relacionada a outro fato relevante devidamente divulgado nas demonstrações. Pelo exposto, pede-se a anulação da questão.    

____________________________________________________________________

 

QUESTÃO 43 - A respeito da auditoria de sistemas, julgue os seguintes itens.

I Para a busca de usuários não autorizados e discrepâncias, um dos objetivos da auditoria de sistemas, é suficiente a realização de testes esporádicos e aleatórios, o que serve também para verificar se o sistema é pleno em segurança.

II Na auditoria de sistemas, verificam-se a segurança e a acurácia das informações geradas pelo sistema de informação, bem como a privacidade dos dados e das informações.

III São típicos da auditoria de sistemas os testes de segurança do sistema de informação contábil e de privacidade dos dados, que visam à salvaguarda dos ativos da empresa.

Assinale a opção correta.

A Apenas o item I está certo.

B Apenas o item II está certo.

C Apenas o item III está certo.

D Apenas os itens I e II estão certos.

E Apenas os itens II e III estão certos.

 

SUGESTÃO DE RECURSO: O gabarito preliminar aponta a letra B como a alternativa correta, pressupondo que o item III está errado.

Silvio Aparecido Crepaldi ensina em sua obra Auditoria Contábil – Teoria e Prática (8ª ed., p. 15) que “a auditoria a auditoria de sistemas informatizados compreende o exame e avaliação dos processos de planejamento, desenvolvimento, testes e sistemas aplicativos. Visa, também, ao exame e avaliação das estruturas lógica, física, ambiental, organizacional, de controle, segurança e proteção de determinados ativos, sistemas aplicativos, software e, notadamente, as informações, visando à qualidade de controles internos sistêmicos e de sua observância em todos os níveis gerenciais”. (grifo nosso)

Logo, são típicos da auditoria de sistemas os testes de segurança do sistema de informação de uma forma geral, seja relacionado à informação contábil/financeira ou não financeira, e de privacidade dos dados, que visam à salvaguarda dos ativos da empresa. Tal teste não é exclusivo da auditoria contábil, como parece ser o raciocínio do examinador. Pelo exposto, solicita-se a alteração do gabarito para a letra E.

 

 

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO

veja também