14/03/2018

RECURSO PROVA ECONOMIA CAGE RS 2018

Christian Azevedo

Recursos da Prova de Economia CAGE RS:

 

Prova com muitos problemas: vários itens cobrados fora do edital e outros erros, alguns gritantes.

As questões de números 162, 165 e 173 devem ser ANULADAS, pois cobraram conteúdo NÃO PREVISTO NO EDITAL do concurso:

ECONOMIA E FINANÇAS PÚBLICAS:

ECONOMIA: 1. Introdução geral aos problemas econômicos: escassez e escolha; a curva de possibilidades de produção; fatores de produção; produtividade e remuneração dos fatores de produção; livre mercado; o papel do governo em uma economia em desenvolvimento. 2 Microeconomia: lei da oferta e da demanda; as curvas de demanda e de oferta; elasticidade-preço; fatores que afetam a elasticidade-preço; elasticidade-renda; noções de teoria da produção; função de produção; conceitos básicos de custos de produção; preço e produto em concorrência perfeita e no monopólio; eficiência econômica; bens públicos e falhas no sistema de mercado. 3 Macroeconomia: as contas nacionais; conceitos de produto e de renda; os agregados macroeconômicos; renda e produto de equilíbrio; consumo, poupança e investimento; o multiplicador; o setor governo e a política fiscal; déficits e dívida pública; políticas de estabilização. 4 Moeda e crédito: conceitos e funções da moeda; base monetária e meios de pagamento; o multiplicador monetário; o Banco Central e os instrumentos de controle monetário; o sistema financeiro nacional. 5 Comércio exterior: Balanço de Pagamentos – conceito e estrutura das principais contas; equilíbrio e desequilíbrio do balanço de pagamentos; taxas de câmbio; sistemas de taxas de câmbio fixas e flexíveis."

O conteúdo exigido pelas questões mencionadas foi função utilidade do consumidor, que pertence à chamada Teoria do Consumidor. O edital, como se pode ver acima, não previu nenhum item relativo à Teoria do Consumidor. Não há qualquer menção que se aproxime dessa área de estudo da Ciência Econômica. Pelo contrário, na parte de Microeconomia, o edital exigiu, dentre outros assuntos, apenas a TEORIA DA FIRMA.

As questões, assim, por JUSTIÇA, devem ser anuladas.

 

Questão 163:

item I - o custo marginal é igual à receita marginal somente quando o lucro é máximo e, na concorrência perfeita, a receita marginal é sempre igual ao preço.

item III - não está previsto no edital, pois trata de concorrência monopolística - o edital só previu concorrência perfeita e monopólio.

 

Questão 164:

item I - o bem em questão é um bem de Giffen, nem todo bem inferior é um bem de Giffen

item III - a elasticidade-preço da demanda é sempre negativa, exceto para bens de Giffen; esse fato não determina que os bens sejam complementares, a menos que se estivesse deixado expresso "elasticidade-preço cruzada da demanda"

 

Questão 166:

Uma rodovia sem pedágio também pode ser considerada um bem público. Hubbard & O'Brien (pág. 209):

"Qualquer um que não pague o pedágio não passa na estrada, mas uma pessoa usar a estrada não interfere que outras pessoas a utilizem".

Ou seja:

- com pedágio: não rival e excluível = bem quase público

- sem pedágio: não rival e não excluível = bem público

 

Questão 167:

Se o saldo da renda líquida enviada para o exterior for negativo, a produção interna de bens e serviços finais realizados na economia (PIBpm) poderá ser INFERIOR à soma da remuneração dos fatores de produção (RNLcf).

 

Questão 172:

As informações fornecidas pela questão foram insuficientes, pois, considerando o modelo IS-LM-BP, os resultados podem variar conforme o tamanho da economia e a mobilidade de capital.

 

Questão 186:

Desemprego também é considerado falha de mercado. Há duas alternativas corretas.


Um abraço,

Christian Azevedo.

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO

veja também