28/10/2019

Qual o segredo para driblar a pressão familiar e focar nos estudos?

Coordenação

pressão familiar do concurseiro

Na última quarta-feira (23), o professor Silvio Sande entrevistou o novo servidor público da Sefaz Bahia, Vítor Pinheiro que, aos 24 anos, foi aprovado em primeiro lugar no recente concurso do órgão para o cargo de Auditor Fiscal – Administração, Finanças e Controle Interno.

Em um depoimento, Vítor comprovou a importância do apoio da família durante sua preparação. No caso dele, os pais, namorada e amigos entenderam a saga do concurseiro pela qual estava passando e aplicaram total suporte à sua escolha.

Está posto o tema do texto de hoje: Qual o segredo para driblar a pressão familiar e focar nos estudos? Vítor foi privilegiado nesse quesito e conseguiu focar na aprovação sem se preocupar com a cobrança das pessoas à sua volta.

Entretanto, muitos concurseiros vivem o sufoco para conseguir estudar diante da cobrança de familiares e amigos. Antes, saibam que certas atitudes de um familiar podem sabotar seu planejamento e que isso não é porque eles não te amam, mas sim, por não entenderem o processo por completo.

Então, o que fazer para que sua família entenda que seu projeto é o mesmo projeto deles?

A receita

Não se cobre, não se sinta culpado. Agora, conta para gente, se você já teve uma conversa franca com seus pais, ou seu marido, sua esposa, namorado, namorada, filhos sobre a decisão de se dedicar e entrar no serviço público? Caso não, abra uma conversa franca. Vítor fez isso!

Mas não é apenas dizer que vai estudar, e sim deixar claro as etapas do processo, quão árdua elas serão para todos.    

Explique que os estudos estão para você, como uma atividade laboral para eles, é estudar profissionalmente. Integre a família à jornada, diga que a aprovação pode demorar a acontecer, talvez alguns anos para conquistar o cargo dos seus sonhos.

Aos que, ainda assim não houver acordo e sentir que sua jornada vai ser prejudicada por interferências de atividades do dia a dia, se perguntar se consegue estudar em casa e buscar alternativas fora na escrivaninha pode ser a solução.  

Em outro ambiente - Lista de lugares para estudar

  • Ao ar livre, caso não possa levar ao local notebook, esteja com seus livros, canetinhas, post-it e resumos em mãos, tente um parque tranquilo na sua cidade.
  • Uma cafeteria. Faz tempo que esses ambientes deixaram de ser lugar apenas que serve café, mas locais onde o número de estudantes por metro quadrado pode ser maior do que nas escolas e universidades.
  • As famosas bibliotecas, especialmente as públicas.
  • Campus das Universidades, são naturalmente locais de estudo com alguns confortos. Mesas, cadeiras mais apropriadas, tomada para carregar seu computador, acesso à internet.

O diálogo é o melhor caminho, quando seus familiares perceberam a dedicação, esforço e vontade para recompensar o tempo perdido com estabilidade e satisfação, os sacrifícios abrirão espaço para a valorização da sua garra. 

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO