COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO

06/02/2018

PF: Concurso volta a ser confirmado pela corporação

Coordenação

Ótima notícia, amigos! O concurso da Policia Federal já pode ser dado como certo para ocorrer em 2018. No último dia 18 de Janeiro, em entrevista para o programa Miriam Leitão Entrevista, da Globo News, o diretor-geral da PF, Fernando Segóvia, já havia antecipado que o presidente Michel Temer garantiu o aval para o certame,  durante encontro ocorrido no último dia 15 de Janeiro. A assessoria de imprensa da PF confirmou essa informação sobre a vigência do concurso, porém, é possível que a seleção ocorra somente para os cargos de agente, delegado e perito, com a exclusão da carreira de escrivão.

            A possível exclusão da vaga de escrivão se deve a um plano de reestruturação do cargo, que poderá ser unificado à carreira de agente, visando a modernização da estrutura da PF. Após esse processo de uma possível reestruturação, ainda será necessário a elaboração de um projeto de lei, para ser enviado ao Congresso Nacional. Por isso, não é possível prever se essa mudança ocorrerá antes da realização do novo concurso.

            Segundo Segóvia, a seleção já está praticamente autorizada pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), com expectativa de que seja oficializada nas próximas semanas, para o  preenchimento de 600 postos, sendo 50 para a carreira de delegado, 150 para agentes, 100 para peritos e 300 para escrivão. Caso a carreira de escrivão não seja efetivamente oferecida, a expectativa é de que os postos inicialmente destinados para o cargo sejam oferecidos para os agentes, mantendo a oferta inicial de 600 postos, o que ainda deve ser confirmado, com a autorização do certame.

            Para concorrer aos cargos de agente e escrivão (R$ 12.958,50), basta possuir curso de nível superior em qualquer área de formação. Para perito (R$ 24.150,74), nível superior em áreas específicas, e para delegado (R$ 24.150,74), superior em direito, com pelo menos três anos de atividade jurídica ou policial, comprovados na data da posse. Para todos os cargos, os aprovados também deverão possuir carteira de habilitação a partir da categoria “B”, quando da posse. Para todos os cargos, a jornada de trabalho é de 40 horas semanais.

 

outros artigos da coordenação

veja também