25/09/2018

Pedido de 5 MIL VAGAS para RECEITA FEDERAL

Coordenação



O pedido de concurso Receita Federal teve um acréscimo de vagas, passando de 2.803 para 5 mil. A informação veio depois de uma reunião entre o SindiReceita e gestores do Ministério do Planejamento. De acordo com o diretor do Departamento de Relações de Trabalho no Serviço Público do Planejamento (Deret), Paulo Campolina, o pedido foi reajustado, trendo em vista o grave déficit de pessoal na Receita Federal. 

Campolina ainda informou que foram contabilizadas 1.453 vagas para o preenchimento emergencial no exercício de 2018 (número que já contava no pedido de 2017), mas houve acréscimo de 1.547 vagas, totalizando 3 mil vagas solicitadas para analista tributário.  Para o cargo de auditor fiscal foram solicitadas 2 mil vagas.

 “ Agenda de concursos é agenda de ministros. A diretriz inicia do Ministério do Planejamento é pela não abertura dos concursos mas havendo possibilidade de abertura de vagas, cada ministério irá apresentar sua demanda e as possíveis vagas serão divididas entre os ministérios/órgão”, contou Paulo Campinola sobre o encaminhamento e avaliação do quantitativo. 

Concurso e cargo 

A última edição do concurso para Auditor Fiscal aconteceu em 2014 e teve uma concorrência de 246,5 por vaga. De acordo com o edital do período a remuneração inicial seria de R$ 14.965,44, e tinha como pré-requisito nível superior em qualquer área, por isso o concurseiro que deseja realizar a próxima prova precisa de muita preparação e foco para alcançar a aprovação e garantir a tão sonhada estabilidade financeira que o cargo oferece.

Atualmente a Receita apresenta um déficit de 21.795 servidores de acordo com a Coordenação de Gestão de Pessoas do órgão, por essa razão o órgão enviou ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), o pedido de realização de concurso público (Concurso Receita Federal 2018) para preenchimento de 2.153 vagas, sendo 700 de Auditor Fiscal e 1.453 vagas de Analista Tributário.

O cargo de Auditor Fiscal consiste em elaborar e proferir decisões ou delas participar em processo administrativo-fiscal, bem como em processos de consulta, restituição ou compensação de tributos e contribuições e de reconhecimento de benefícios fiscais. Um auditor fiscal da receita federal também executa procedimentos de fiscalização, praticando os atos definidos na legislação específica, inclusive os relacionados com o controle aduaneiro, apreensão de mercadorias, livros, documentos, materiais, equipamentos e assemelhados; examina a contabilidade de sociedades empresariais, empresários, órgãos, entidades, fundos e demais contribuintes, entre outras atribuições.

Já o concurseiro aprovado para Analista Tributário irá realizar funções de fiscalização e desembarque de importação e exportação, além do trânsito aduaneiro. O cargo também demanda como atribuições do analista a admissão temporária de veículos e embarcações; a análise de risco de cargas e empresas; o controle da segurança aduaneira; o desembaraço de bagagens; a prestação de informações ao contribuinte; e a verificação de mercadorias.

Assim com a possibilidade de um novo concurso se aproximando é hora de manter o foco e concentrar nos estudos, e o concurseiro pode contar com o Portal Silvio Sande nessa jornada, com dicas e cursos especiais o portal auxiliar você a alcançar seu sonho. 

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO