16/01/2019

Orçamento com 48.224 vagas para concursos é sancionado por Jair Bolsonaro

Coordenação

Livro, lápis, óculos, celular, notebook e planta sob a mesa

 

Os concurseiros já podem comemorar!
Nesta quarta-feira, 16 de janeiro, o Orçamento Federal de 2019 foi ratificado pelo presidente Jair Bolsonaro, sem vetos relacionados às vagas anteriormente aprovadas pelo Congresso Nacional.

A previsão de 48.224 vagas está confirmada no arquivo sancionado pelo presidente, sendo 43.373 para provimento e 4.851 para criação de cargos. O número disponibilizado para provimento aumenta a expectativa da publicação de novos certames ao longe desse ano.

O Orçamento da União abrange os três poderes: Executivo, Judiciário e Legislativo.

O Poder Executivo foi agraciado com a maior quantidade de vagas, com 42.818 cargos, sendo 40.073 para provimento e 2.095 para criação. A área da Educação teve 22.559 vagas para preenchimento através de concursos para professores e técnicos administrativos em universidades e institutos.

A outra parte, que totaliza 11.493 vagas, são destinadas para cargos e funções sem especificações de órgãos, sendo assim, serão alocadas conforme novas autorizações para certames. A aposta está nos concursos do INSS, Depen e IBGE.

O orçamento também prevê vagas para os seguintes órgãos:
Defensoria Pública da União (DPU) com 2.032 vagas, sendo 1.582 para criação e 455 para provimento;
Ministério Público da União (MPU) com 10 vagas para provimento;
Conselho Nacional do MPU com 02 vagas para provimento.

Para o Poder Judiciário são previstas 2.973 vagas, com 1.047 para criação e 1.926 para provimento.

Os cargos nesse Poder são bem distribuídos conforme esquema abaixo:

Tribunal Federal (STF) com 38 vagas para provimento;
Superior Tribunal de Justiça (STJ) com 50 vagas para provimento;
Tribunal Regional Federal (TRF) com 925 vagas, sendo 625 para criação e 300 para provimento;
Superior Tribunal Militar (STM) com 30 vagas para provimento;
Justiça Eleitoral (TSE e TER) com 1.240, sendo 370 para criação e 840 para provimento;
Justiça do Trabalho (TST e TRT) com 684, sendo 52 para criação e 632 para provimento;
Conselho Nacional da Justiça (CNJ) com 06 para provimento.

 

O Poder Legislativo foi contemplado com 384 cargos. Divididos entre Câmara dos Deputados, Senado Federal e Tribunal de Contas da União.

As vagas estão distribuídas da seguinte maneira:

Câmara dos Deputados com 324 vagas, sendo 127 para criação e 197 para provimento;
Senado Federal com 40 vagas para provimento;
Tribunal de Contas da União (TCU) com 20 vagas para provimento.

 

TAXA DE INSCRIÇÃO DE CONCURSOS É PREVISTA COMO FORMA DE RECEITA

 

O documento orçamentário de 2019 também faz referência a previsões de receita através das taxas de inscrição dos concursos públicos. A notícia corrobora a abertura de novos certames no ano de 2019.

O orçamento conta com a arrecadação com taxas de inscrições de concursos de Universidades Federais, Cefet do Rio de Janeiro, Colégio Pedro II, Institutos Federais, Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e do esperado INSS.  

 A lista de Universidades Federais é extensa e conta com os Estados de Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Roraima, Tocantins, Campina Grande, Amazônia, Paraná, Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Brasília, Maranhão, Pará, Rio Grande do Norte, Acre, Mato Grosso, Piauí, entre outros.

O cenário promissor para concursos em 2019 se consolidou a partir do momento em que o Orçamento da União foi sancionado. Em breve os certames serão publicados e os concursos realizados.

Um conselho para os concurseiros a partir de agora: Apostila na mão e foco na aprovação!

Caso queira começar a se preparar e não sabe como, clique aqui e acesse nosso artigo com dicas para te ajudar a conquistar seu sonho em 2019.

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO