18/07/2018

INSS: Presidente quer novo edital, e é contra o uso de cedidos

Coordenação


Edison Aguiar é o novo presidente do Instituto Nacional do Seguro Social, e de acordo com ele o projeto do governo de remanejar servidores não irá afetar o Concurso INSS 2018.

Mesmo com o projeto do governo de remanejar servidores entre os órgãos público, o novo presidente do INSS, Edison Aguiar, afirmou que se depender dele não haverá problema para a realização do concurso INSS 2018. Em uma reunião com sindicalistas, Edison afirmou que a medida não irá funcionar no órgão e que precisa ser realizado um novo certame pois o instituto parra por um déficit de pessoal que chega a mais 16mil servidores.

Outro ponto que foi abordado na reunião deu conta de que é necessário chamar o excedente do certame de 2015, e realizar uma seleção para os cargos de técnicos e analistas, pois seria necessário um volume maior de servidores para atuar na concessão de benefícios aos segurados.

Planejamento tem INSS como prioridade

O Ministério do Planejamento informou que o concurso INSS é prioridade para este ano, contudo não há previsão para autorização, e enquanto isso o déficit de pessoal no INSS cresce o que prejudica o funcionamento do órgão, mas de acordo com o Planejamento existe uma impossibilidade de gastos públicos com a contratação de novos servidores.

O pedido de concurso INSS 2018 é para 7.888 vagas, sendo 3.984 para técnicos, 1.692 para nível médio para analistas e 2.212 para peritos formados em Medicina.

Agora estamos aguardando o próximo edital, mas até lá, confira nossos conteúdos gratuitos e cursos para concurso. E o nosso especial INSS

Prepare-se para a aprovação!!

+ Notícias

 

AUTORIZADO: ICMS SC ofertará 90 vagas para Auditor Fiscal com remuneração inicial de R$ 25 mil

MPU: Concurso entra em pauta novamente no TCU

Após um mês parado, concurso PRF volta a ter andamento


COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO