22/08/2016

Estudar contabilidade para concursos da área fiscal: o que você precisa saber

Coordenação

Estudar contabilidade para concursos da área fiscal: o que você precisa saber

Quem escolhe fazer um concurso fiscal, precisa compreender bem uma das principais disciplinas dessa área: contabilidade. Contudo, por ser densa e complexa, muitos concurseiros encontram dificuldades para entendê-la. Veja nesse post o que você precisa saber para começar a estudar contabilidade para concursos fiscais.

 

O que estuda a contabilidade?

Contabilidade é a ciência que estuda e processa as variações numéricas ocorridas em um patrimônio para determinar, medir, ordenar e divulgar a informação econômica de uma entidade, possibilitando, assim, que a situação da mesma seja avaliada financeiramente.

 

Por que a contabilidade é importante para a área fiscal?

No dia a dia de um auditor fiscal, as escriturações fiscais são mais utilizadas. Contudo, nas provas de concursos fiscais, a contabilidade é geralmente a disciplina que apresenta maior peso.

 

O que você precisa saber a princípio

O Conselho Federal de Contabilidade regula a profissão por meio de uma legislação própria. A resolução nº 750/93 (atualizada pela nº. 1.282/2010) marca os princípios da contabilidade. Os princípios dessa resolução costumam ser cobrados dentro da contabilidade geral em muitos concursos.

Além dessa resolução, outra legislação que é recorrente em concursos é a Lei 6.404/76 (juntamente a lei 11.941/2009, que a altera), que dispõe sobre as sociedades por ações. Do artigo 175 ao 404 é encontrado o regramento básico contabilidade, que costuma ser explorado por bancas como a Esaf.

 

CPC

Em 2005, foi criado o Comitê de Pronunciamentos Contábeis através da resolução CFC nº 1.055/05, com o objetivo de estudar, preparar e emitir “Pronunciamentos Técnicos sobre procedimentos de Contabilidade e a divulgação de informações dessa natureza, para permitir a emissão de normas pela entidade reguladora brasileira, visando à centralização e uniformização do seu processo de produção, levando sempre em conta a convergência da Contabilidade Brasileira aos padrões internacionais”.

A criação do CPC a resposta para as necessidades de convergência internacional das normas contábeis, centralização de normas dessa ciência (pois no Brasil muitas entidades costumavam fazê-la) e de representação e processos democráticos na produção dessa informações.

Os pronunciamentos emitidos pelo CPC são muito cobrados pelas bancas examinadoras, que entendem que os mesmos fazem parte da contabilidade geral.

O CPC é uma instituição que emite várias normas, mas elas não são vinculadas. Os pronunciamentos contábeis são muito cobrados, porque hoje em dia as bancas entendem que eles fazem parte da contabilidade geral.

 

O que costuma cair nos concursos fiscais

 

  • Contabilidade geral: abrange dos conceitos iniciais até a parte das demonstrações contábeis e algumas questões mais genéricas de CPC.
  • Análise de demonstrações contábeis: decomposição, comparação e interpretação dos demonstrativos financeiros da empresa.
  • Contabilidade avançada: pronunciamentos contábeis

 

 

Algumas dicas

  • Como dito lá no começo, Contabilidade é uma disciplina complexa, densa. Então é provável que você tenha alguma dificuldade de compreendê-la no começo. Mas é preciso que você a estude toda, sem parar. Por requerer um estudo holístico, existem itens que precisam ser citados no começo do material de estudos mas que só podem ser compreendidos mais a fundo no futuro.
  • Justamente por ser densa e por ter peso maior nos concursos fiscais, reserve uma maior carga horária para essa disciplina no seu planejamento de estudos semanal.
  • Estude a banca do seu concurso. Cada uma delas traz consigo um histórico, um estilo, e é importante que você saiba o que elas consideram pedir em suas provas.
  • Resolva questões e faça simulados para concursos com frequência, assim você fixará bem o conteúdo e se habituará a como as questões aparecem nas provas.
  • Estude por um material de leitura (livro, pdf e simulares) e uma vídeo aula. Você não precisará de mais do que isso.

 

 

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO