20/09/2018

ENTREVISTA: Francisco José Ibiapina, aluno do Portal, foi aprovado em segundo lugar no ISS Sobral

Coordenação



Nascido em Sobral – CE, aos 25 anos, formado em direito, Francisco José Ibiapina é o segundo colocado no ISS Sobral.  Começou sua trajetória de concurseiro no fim de 2014 querendo ser Auditor de Controle Externo do TCE. Conquistou sua aprovação dos sonhos em 2016 no certame do TCE/PA, mas isso significava sair de sua cidade natal.
 
Contudo, com a abertura do ISS Sobral decidiu realizar a prova, e mesmo leigo em contabilidade investiu nas aulas do Professor Silvio Sande, Francisco conta que acertou todas as questões da matéria na prova e credita isso ao curso. “O que parecia um adeus se tornou um até logo”, falou sobre o retorno para casa. 

Confira entrevista na integra.


1- Conte um pouco da sua trajetória de concurseiro até a aprovação? Comecei a estudar para concurso no 7º semestre da faculdade de direito, final do ano de 2014. Confesso que estava um pouco perdido, “atirando” para todos os lados. A partir do momento em que decidi o que eu queria e foquei em um cargo – Auditor de controle externo do TCE -, a aprovação veio em meados de 2016, no concurso do TCE/PA, órgão em que trabalho atualmente. Sai da minha cidade natal, Sobral-Ce, ao ser nomeado, em novembro de 2017. Para a minha surpresa, foi publicado o edital do concurso da Prefeitura de Sobral para o cargo de Auditor de tributos. Embora leigo em contabilidade, com as aulas do Professor Sílvio Sande, consegui acertar todas as questões dessa matéria na prova. O resultado final saiu no dia 31/08/2018, e, para a minha surpresa, fui aprovado em 2º lugar. O que parecia um adeus se tornou um até logo.

2-        Quais as principais abdicações que você já fez durante a jornada de estudos?

As abdicações fazem parte da vida do concurseiro. Parei de ir a festas, deixei de sair com os amigos, comecei a dormir menos. Minha rotina diária mudou drasticamente. Estudava de segunda a segunda. Como eu me cobrava bastante, já acordava pensando na meta de estudo que iria bater.

3-       Sobre os estudos, em algum momento pensou em desistir? O que fez para superar?

Motivos para desistir não faltam. É um estilo de vida que cansa e se manter motivado não é fácil, mas sempre procurei fazer tudo com muito amor e dedicação, sabendo que em breve os resultados iriam chegar. Tenho muita fé nos planos Deus e estava cercado de pessoas que me apoiavam bastante, em especial minha esposa. É difícil, mas o concurseiro precisa passar por um processo de amadurecimento, tentar tirar lições principalmente das derrotas, entendendo que elas fazem parte da vida. Foram as minhas derrotas que me trouxeram até aqui.

4-      Existe alguma história ou momento durante essa etapa de estudos que marcou você para sempre? Algo engraçado, ou emocionante? Ou até que te ajudou a refletir sobre seus objetivos? 

O que mais me marcou não foi na etapa dos estudos, mas no dia da prova do TCE/PA. Tinha estudado muito, esgotado edital, mas a aprovação, a meu ver, ainda era algo distante.  Ocorre que, durante a prova, fui percebendo que sabia de cor quase todas as questões e comecei a chorar igual a um bebê. Foi naquele dia que percebi que era possível sonhar, que somos capazes de coisas incríveis, basta querermos.

5-      Dicas, não podemos deixar de pedir dicas, você poderia listar alguns passos principais para a aprovação?

A princípio, o concurseiro deve conhecer a banca que vai elaborar a sua prova. Se possível, procurar questões anteriores e mapear o perfil da banca. Materiais de qualidade são imprescindíveis. Contabilidade é com o Professor Sílvio Sande, ele detona. Também é importante fazer muitas questões e sempre revisar periodicamente.  Se você quer ter resultados diferentes das demais pessoas, faça coisas que os demais não estão dispostos a fazer.  


COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO