16/08/2018

DIRETOR-GERAL pode publicar edital da PRF

Coordenação


O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, publicou no Diário Oficial da União uma portaria que informando que o diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal, Renato Dias, poderia divulgar o edital da PRF que tem previsão de 500 vagas 

O documento divulgado no Diário Oficial da União, DOU, é mais um passo de andamento do concurso público que é aguardado com bastante expetativa desde sua autorização, no final de julho. No texto, o ministro afirma que Dias pode tocar os preparativos dos concurso, já autorizado, publicando editais. 


Isso significa que Renato Dias pode divulga em breve a dispensa de licitação oficializando a organizadora do concurso PRF e depois o edital, a previsão é que a isso ocorra ainda esse mês.


O certame que tem a previsão de oferecer 500 vagas recebeu planos de seleção de  três instituições que estão na disputa, CEBRASPE (antigo CESPE/UnB), IADES e uma terceira, que ainda não foi confirmada, e que a banca será escolhida através de dispensa de licitação, mas depende da publicação da portaria de autorização no Diário Oficial.



NOTÍCIAS ANTERIORES 

Categoria clama por mais vagas

A Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) solicitou o aumento no quantitativo de vagas previstas para o concurso pois, segundo a federação, o número de vagas não será suficiente para suprir a vacâncias previsto para os próximos anos, ainda de acordo com informações da organização o déficit existente é alto, e deve se agravar com a aposentadoria de aproximadamente 2 mil servidores.

Ainda de acordo com Renato Dias, diretor-geral da corporação, 3 mil vagas seriam o ideal, mesmo que provimento fosse escalonado durante a validade do certame. Contudo, o Planejamento rejeitou a solicitação, mas manteve as 500 vagas previstas, e afirmou que  a portaria autorizativa deve ser publicada em breve.

Concurso garantido e urgente

Em março, o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, confirmou que o edital PRF para contratação de novos policiais rodoviários federais sairá até o fim do ano.  Jungmann afirmou que o processo está bem encaminhado e a Polícia Rodoviária Federal já trabalha na elaboração do documento.

“Eu tenho acompanhando isso. Apenas o edital está sendo elaborado pela Polícia Rodoviária Federal e pela Polícia Federal. Porque o resto já está tudo ok, já está tudo disponível para que isso possa ser feito. A diferença é administrativa, meramente administrativa. Mas ainda neste semestre nós vamos ter o lançamento do edital do concurso", disse o ministro Raul Jungmann.

O concurso é, de acordo, com dados da PRF, uma necessidade de extrema urgência, pois o Painel Estatístico de Pessoal do Ministério do Planejamento, indica que 373 servidores da Polícia Rodoviária Federal se aposentaram em 2017, sem que as reposições necessárias fossem feitas.

Por isso esse concurso é tão esperado, de acordo com o PRF e professor Alan Ferreira “o concurso é uma necessidade urgente do DPRF. Temos um déficit absurdo nos quadros da PRF. Se o concurso não sair, corremos um sério risco de extinção, como ocorreu com a PFF (Policia Ferroviária Federal ). Está ainda existe no artigo 144 da CF/88 , mas com um quadro minúsculo”, contou em entrevista para o blog.

Requisitos

O candidato deve ter entre 18 e 65 anos de idade, em ambos os sexos é necessário ter nível superior completo em qualquer área de formação, além disso é exigido ter habilitação na categoria B ou superior. A remuneração inicial do cargo de policial rodoviário federal é de R$ 9.931,57 em 2018 e passará apara R$ 10.357,88 em 2019. 

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO