22/11/2016

Como é a profissão de AUDITOR DA RECEITA FEDERAL

Coordenação

A Receita Federal é um órgão vinculado ao Ministério da Fazenda e tem como principal atribuição a administração dos tributos de competência da União. É responsável por gerir e executar as atividades de arrecadação, cobrança e fiscalização de tributos. Também trabalha no combate aos crimes de contrabando, descaminho e sonegação fiscal; além de exercer o controle alfandegário do País, dentre outras funções relacionadas com o assunto.

O concurso para auditor da Receita Federal é um dos mais cobiçados do país devido, principalmente, à ótima remuneração e às oportunidades para diversas áreas de graduação. No último concurso realizado, por exemplo, em 2014 foram quase 700 mil inscritos disputando 278 vagas! Atualmente, o órgão tem atuado com apenas 49% do limite de sua ocupação, um indício de que um novo concurso talvez seja lançado em breve.

A remuneração de um auditor fiscal em início de carreira gira em torno de R$ 15.000,00. Além de ganhar outros benefícios como alimentação e vale-transporte. E costuma aumentar bastante ao longo da carreira. Dependendo do tempo de serviço, podem surgir gratificações adicionais e bônus por cumprimento de metas.

 

O que faz?

Sua principal responsabilidade é a fiscalização da arrecadação de tributos. Através da monitoração de pessoas físicas e jurídicas, analisando se os impostos estão sendo corretamente pagos. Como o profissional lida com a arrecadação e fiscalização de tributos, em muitos casos deve lidar com valores elevados que surgem em autuações, defesas administrativas, certidões de débitos, etc. Por isso, um grande desafio da profissão é estar sempre atento e trabalhar com zelo.

Além disso, quem pretende entrar na carreira deve levar em conta o fato de que a legislação tributária do Brasil está sempre mudando. Então, o auditor deve-se manter em constante atualização.

 

Como é o dia a dia?

Nas atividades internas, o horário de trabalho é de 40 horas semanais, a maioria das atividades é burocrática e dentro das instalações da Receita Federal. Como ficar à disposição para atendimento ao público; ser responsável por tirar dúvidas dos contribuintes sobre as leis tributárias...

Já nas atividades externas, as tarefas irão depender da função. Como, por exemplo, realizar auditorias contábeis em empresas, a fim de verificar se os impostos e outros tributos estão sendo corretamente pagos. Ou atuar na fiscalização aduaneira, analisando o pagamento dos impostos dos produtos que entram e saem do Brasil e, caso não o estejam, o auditor é o responsável por apreender as mercadorias e lavrar autos de infração.

A jornada de trabalho é flexível, a maioria dos auditores trabalha por meta: ele deve produzir um mínimo de trabalho em um determinado período.

 

Quais os requisitos para o cargo?

O primeiro requisito é, claro, ser aprovado no concurso público. Para isso, deve possuir um diploma de nível superior, normalmente os concursos não exigem o diploma de uma área específica.

A possui duas fases - uma com questões objetivas e outra com questões discursivas. O candidato deve conseguir uma pontuação mínima em cada prova. As disciplinas são: Direito Tributário, Previdenciário, Contabilidade e Auditoria, Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Direito Constitucional, Direito Administrativo, entre outras.

Como a prova é bastante concorrida, não dá para ficar esperando a publicação de um novo edital. Quem pretende investir na carreira deve iniciar os estudos o quanto antes, com base nas provas e editais anteriores. Com um plano de estudos que abarque todas as matérias do edital e muita perseverança, a aprovação é garantida!

 

 

 

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO