04/09/2018

Aprenda rápido o que é Ponto de Equilíbrio

Manuel Pinon

Olá Pessoal!

 

Dando continuidade à nossa série “Aprenda Rápido”, passo por aqui hoje para apresentar a teoria, seguida da sua aplicação prática e da resolução de uma questão prova de concurso de Contabilidade de Custos que trata de outro tema também frequentemente cobrado em provas de concurso da área fiscal: Ponto de Equilíbrio!

 

E aí amigo(a), para começo de conversa, você sabe o que vem a ser esse tal de Ponto de Equilíbrio?

 

Mas antes de conhecermos esse conceito, precisamos lembrar do conceito de Margem de Contribuição - MC (ou ganho bruto), que inclusive já foi objeto de um artigo publicado em nossa página. Quem não leu ainda, é fundamental a leitura para facilitar o entendimento do tema de hoje.

 

Bem, mas só para lembrar rapidinho, a MC representa o quanto o lucro da venda de cada produto contribuirá para a empresa cobrir todos os seus custos e despesas fixas, (também chamados de custo de estrutura), e ainda gerar lucro.

 

Na verdade, com base nessa informação da MC já podemos calcular a quantidade mínima de produtos que uma empresa precisa vender para não ter nem lucro nem prejuízo (essa quantidade mínima já é o famoso ponto de equilíbrio), bem como fazer projeções de lucros, de acordo com os custos e volumes conhecidos/definidos.

 

Em outras palavras, o Ponto de Equilíbrio representa o valor em quantidades produzidas (e vendidas) em que as receitas totais se igualam aos custos e despesas totais (fixos e variáveis).

 

Mas também podemos calcular o Ponto de Equilíbrio em termos monetário ou financeiro, ou seja, podemos calcular quanto a empresa precisa faturar para ficar no zero a zero.

 

Daí vem a terminologia “equilíbrio”, ou seja, quando a empresa equilibra suas receitas com seus custos e despesas.

 

O ponto de equilíbrio também é conhecido por “Ponto de Ruptura”, expressão essa que vem do termo em inglês “break-even point”.

 

Podemos dizer ainda que o Ponto de Equilíbrio nasce do encontro entre os custos e despesas totais (fixos e variáveis) com as receitas totais.

 

Nessa situação, o lucro é igual a zero, ou seja, as receitas totais menos custos (e despesas) totais iguala-se a zero, e esse ponto é definido tanto em unidades (volume) quanto em valores monetários, no caso reais (R$).

 

 

 

 

Considere, por exemplo, uma empresa com a seguinte situação:

 

 

Preço de Venda

R$ 500 / unidade

Custos e despesas variáveis

R$ 350/unidade

Custos e despesas fixas

R$ 600.000/mês

 

Qual será o volume mínimo que esta empresa deveria produzir (e vender) para que ela não tenha prejuízo? Traduzindo em outras palavras, qual o Ponto de Equilíbrio (PE)?

 

Aqui temos que ter em mente que no ponto de Equilíbrio, as Receitas Totais são equivalentes aos Custos e Despesas Totais.

 

Assim, precisamos calcular em qual quantidade produzida/vendida essa hipotética empresa fica no zero a zero, ou seja, iguala sua receita total aos seus custos e despesas totais.

 

Considerando “q” como quantidade, teremos:

 

Receita Total = Custos Totais + Despesas Totais

500 q = 350q + 600.000

500q – 350q = 600.000

150q = 600.000

q = 4.000 unidades

 

Perceba que neste momento, o conceito de Margem de Contribuição aprendido anteriormente foi utilizado.

 

Lembre-se que a Margem de Contribuição unitária é encontrada pela diferença entre o preço de venda e os custos e despesas variáveis unitários do produto, sendo nessa situação apresentada que:

 

 $500/un. – $350/un. = $150/un.

 

Logo, o valor de $ 150,00 Representa a Margem de Contribuição unitária (MC unit), ou seja, a cada unidade vendida são gerados $ 150,00 para absorver os custos e despesas fixos.

 

Assim, podemos calcular o ponto de equilíbrio da seguinte forma:

 

 

Cálculo do Ponto de Equilíbrio em Reais

 

Amigo(a) sei que a essa altura do campeonato você já deve estar se perguntando: e agora Professor, como fazemos para encontrar o Ponto de Equilíbrio em Reais ?

 

 

 

Nesse caso, basta multiplicarmos a quantidade em unidades encontrada no cálculo do Ponto de Equilíbrio (PE) pelo valor da receita unitária (Preço de venda)!

 

Esse cálculo é extremamente simples!

 

Ponto de Equilíbrio (PE) em Reais é calculado conforme abaixo:

 

PE = 4.000 unidades x R$ 500 por unidade = R$ 2.000.000 por mês

 

 

Em outras palavras, acabamos de encontrar o faturamento bruto mínimo que esta empresa precisa ter para que ela não trabalhe com prejuízo.

 

Preste atenção no resumo da situação demonstrado na tabela abaixo:

 

Custos e despesas variáveis (4.000 un./mês x $350/un.)

$1.400.000/mês

Custos e despesas fixos

$600.000/mês

Total

$2.000.000/mês

 

O resultado do mês (receita – custos e despesas totais) é igual a zero.

 

Existe ainda a necessidade de aprender diferenciar os conceitos de Ponto de Equilíbrio Contábil, Econômico e Financeiro, conceitos esses cobrados em prova ... mas fica para outro dia, beleza?

 

 

Vamos então agora a uma questão de prova sobre o tema!

 

 

Questão do diaCOPS UEL/SEFAZ-PR/AUDITOR/2012

 

Para a produção de 80.000 unidades do produto Alfa, são necessários custos variáveis totais de R$ 800.000,00 e custos fixos totais de R$ 400.000,00.

Sendo o preço de venda unitário de R$ 30,00, assinale a alternativa que apresenta, corretamente, o ponto de equilíbrio, em unidades.

 

a)   15.000

 

b) 20.000

c) 25.000

d) 30.000

e) 40.000

 

Comentários

 

 

Amigo (a), essa questão é de resolução pratica quase direta.

 

Vejamos:

 

Sabemos que no ponto de equilíbrio a Receita Total é igual à soma dos custos fixos e varáveis.

 

No entanto, no enunciado os custos variáveis unitários foram dados de maneira disfarçada. Vamos então escancará-los!

 

Ora, se para a produção de 80.000 unidades do produto Alfa, são necessários custos variáveis totais de R$ 800.000,00, isso quer dizer que temos um custo variável unitário de R$ 80,00.

 

Concorda ou discorda?

 

Eu concordo!

 

Então vamos voltar ao nosso raciocínio inicial em relação ao equilíbrio:

 

Receita Total = Custos Variáveis + Custos Fixos

 

Pu x Q = Cu x Q + 400.000

 

30Q = 10Q + 400.000

 

20Q = 400.000

 

Q = 20.000

 

O gabarito, portanto, é a letra B!

 

Bem pessoal, por hoje é só!

 

Estou à disposição para esclarecer suas dúvidas no e-mail manuelpinon@hotmail.com.

 

Bons estudos!

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO

veja também