15/07/2019

9 pontos internos e externos para adotar monitoria para concursos como ferramenta

Coordenação

monitoria para concursos

Você deve estar pensando se todos os concurseiros precisam de monitoria nos estudos. Essa é uma dúvida que persiste na cabeça de diversas pessoas que se aventuram nessa maratona. Para muitos estudantes é o pulo do gato na jornada de concurseiro.

Mas como descobrir se funcionaria pra você? Onde vivem? De que se alimentam? O que fazem?  Aqui a equipe do Portal Silvio Sande revela os pontos importantes na hora de contratar o serviço de monitor para seus estudos.

Mas antes de anunciar algumas circunstâncias, vamos ao resumo do que se trata a monitoria para concursos.

Nada mais é do que receber a orientação de quem está, ou chegou onde você quer chegar, e te proporcionar uma rotina de estudos detalhada de acordo com seu perfil até sua aprovação no concurso público.

Você não pediu, mas vai uma alerta! É fundamental fazer uma autoanálise. Caso um dos itens abaixo fale muito sobre você, um monitor pode ser uma ferramenta de apoio para abraçar o seu projeto e te ajudar a planejar como alcançar o seu objetivo: 

  • Se você está no início e não sabe por onde começar;

O primeiro passo é sempre dificultoso. Pairam algumas dúvidas em relação a prioridades: escolher estudar primeiro matérias gerais ou específicas, é um exemplo disso.

  • Acha que os estudos não estão rendendo bem;

Cada um possui um método de estudo e rendimento, porém encontrá-lo requer um pouco de experiência.

  • Se já tentou muitas vezes e se sente perdido;

A dificuldade de motivação para recomeçar pode ser um gatilho negativo nesses casos. Mas se você começou a primeira vez, a segunda pode ser fichinha com um empurrãozinho. 

  • Se acha que está estudando errado;

Isso pode parecer estranho. Mas há métodos de estudos que mais atrapalham do que ajudam. É importante descobrir se esse que você está utilizando é realmente eficaz.

Nesse jogo a experiência do monitor é a chave

Parte do processo você já avançou, porém há mais uma tarefa para concluir o processo de monitoria. Trouxemos, em 5 pontos, as avaliações externas para considerar adotar o recurso.

  • Ensinamentos de alguém mais experiente

A primeira possibilidade é o compartilhamento da vivência na carreira. Você poderá ter uma noção do funcionamento do local de trabalho e entender o dia a dia da área, se é a que de fato sempre desejou.

  • O que não pode ficar de fora do seu plano de estudo

Conheceu seu futuro local de trabalho? Vamos voltar para o planejamento dos estudos: Sabemos que o dever do concurseiro é dominar todo conteúdo do edital. Tarefa bastante árdua. Mas uma orientação experiente para entender as entrelinhas do edital e o peso de cobrança das matérias que caem na prova não é nada mal, né não?!       

  • Como procurar um profissional sério

Pesquise, se informe, busque referências sobre a metodologia, se está realmente comprometido com seu objetivo, entenda a grande carga que está em jogo para você. Veja orçamento, se está dentro das suas possibilidades, afinal, investimento precisa ser aplicado com cautela.

  • O monitor precisa ter larga experiência e focar em resultados

Sendo a experiência uma guia, o monitorado irá beber da mesma água que o mentor no caminho para o serviço público, porém obedecendo individualidades. A programação da rotina e atividades, a base voltada 100% para o cargo almejado.

  • Concorrência das áreas fiscais, controle e controladorias

“Não se faz mais concurso como antigamente”, nunca fez tanto sentido. Atualmente o ranking das médias estão cada vez mais elevados, especialmente pelo grande número de pessoas buscando a estabilidade no serviço público em virtude das dificuldades enfrentadas no mercado de trabalho.

E a as áreas fiscais e de controle propõem benefícios desejados e ótimas condições de trabalho. Com gratificações, progressão de carreira e salários bem atrativos, o que requer uma jornada intensa, disciplina e persistência.

Esse é o seu perfil? Por acaso o Portal Silvio Sande disponibiliza essa ferramenta aqui.

Onde você será orientado pelo time de mestres como a Aline Franca, coaching e analista tributária da Receita Federal, aos 22 anos, formada em Ciências Contábeis e fomanda em Direito; ou o professor, Manuel Pñon, Auditor Fiscal da Receita Federal, administrador de empresas, como também com Luiz Santiago coaching e Auditor Fiscal na Receita Federal e André Neiva, auditor fiscal da Receita Federal e professor de Contabilidade. 

Veja aqui:

  1. Contabilidade Total SS para Sefaz DF
  2. Monitoria ’’Contabilidade Total SS’’ Sefaz AL
  3. Monitoria ’’Contabilidade Total SS’’ para Receita Federal

COMPARTILHE ESTA PUBLICAÇÃO